[ editar artigo]

As ferramentas 4.0 são úteis para o negócio jurídico?

As ferramentas 4.0 são úteis para o negócio jurídico?

Em minha carreira como advogada de departamento jurídico de empresas, caminhei por muitos cenários e vou dividir aqui com você, que deseja saber como funciona, ou que trabalha dentro de um.

Já tive departamento jurídico em que era eu e um armário cheio de contratos, ali fui desbravar o que acontecia: analisava todos os contratos, digitalizava-os, anotava os dados em planilhas de controles, batia na porta de cada departamento para saber se havia contratos a fazer. Assim foi o ponto de partida para mapear o cenário e criar a estratégia de gestão e aplicar melhorias.  Tudo de maneira artesanal, pois, para a maioria das atividades não existia inteligência artificial que desse conta do recado. 

Passado isto, e com os resultados evidentes o departamento de 1 advogada só foi tomando corpo, contratei 2 advogadas e 1 estagiária, absorvi a área de direito do trabalho e documentação legal de toda a empresa.

Formatado o departamento, comecei a estudar como aplicar as técnicas de administração no jurídico, absorvi conhecimento de outras áreas do saber para trabalhar de maneira eficaz e coerente.

Passado isto era hora de conhecer outras empresas, fui adiante, para outro departamento jurídico, saí da estrutura micro para a macro, agora o departamento era enorme, estruturado, eu tinha um time inteiro. Mas os desafios continuavam parecidos, pois inovação é diferente de criatividade.

E depois de mudar de sistema, contratar empresas que prometiam resolver o problema, na prática nenhuma alternativa de fato atendia a demanda, cito um exemplo: migramos o sistema de controle de processos jurídicos do prestador A para o B, e quando começamos a usar, todos os advogados internos e os prestadores de serviços sentiam a gigantesca dificuldade em utilizar o sistema. Ao gerar um simples relatório ele devia ser feito pelo sistema e verificado de forma manual.

Trago isto para que você avalie bem a necessidade do negócio com a ferramenta ofertada, porque depois do contrato assinado, tudo o que você descobrir que precisa para melhorar a performance terá um alto custo e sua diretoria não vai querer investir mais.

Dos pequenos aos gigantescos departamentos jurídicos em que trabalhei uma realidade é de que nós, advogadas e advogados somos a ferramenta mais importante e imprescindível para pensar de maneira estratégica e avaliar todas as possibilidades de êxito e de erro inerentes à atividade comercial, da qual faz parte o time que integramos, ter esta visão holística é imperativo para o sucesso e a modernidade do jurídico.

Comunidade Legal Hub
Andressa Ramos dos Santos
Andressa Ramos dos Santos Seguir

Advogada com MBA em Direito dos Contratos. Especialista em Direito Imobiliário e Processo Civil. Mentora na empresa Empreendedorismo Rosa. Avaliadora técnica da ONU, Prêmio WEPs/Brasil 2019.

Ler conteúdo completo
Indicados para você