[ editar artigo]

Direito, Design e Problemas

 


 

Todos nós fazemos suposições sobre o mundo a nossa volta. Em nosso trabalho, não é diferente, o tempo inteiro julgamos, mas devido ao nosso auto engano e presunção, nunca vemos o outro lado da moeda.

 

Se você pretende resolver um problema de maneira eficaz, o que os advogados deveriam fazer com primazia, esse texto é ideal para você. Os designers também partem de problemas para encontrar soluções criativas.

 

Essa metodologia que eles usam pode ter diversos nomes, como o termo do momento “Design Thinking”. Na década de 70, o Design, apesar de ser uma disciplina com bases epistemológicas fracas, passou por um momento de cientifização. 

 

Aplicou-se o método científico para o processo criativo. E o que é método científico mesmo? Lembram da dialética? Diante de uma tese, fazemos uma antítese, e a partir daí podemos concluir algo. Cria-se hipóteses que serão testadas, através de testes. 

 

Outras fontes na qual o Design bebe, e que surgiu após o estouro da bolha das .com, são as metodologias ágeis. O assunto fica para um próximo post, mas basicamente, o objetivo é encontrar a solução de um problema por um caminho mais curto, com menos recursos e com primazia das interações sobre as ferramentas.

 

Em relação às suposições, podemos trabalhá-las em profundidade:

 

- Quem é esse sujeito que passa por esse problema? O que faz?

 

- É um problema realmente importante?

 

- Quais os sentimentos envolvidos quando a pessoa pensa ou passa pelo problema?

 

- As pessoas pagariam para resolver esse problema?

 

Todas as premissas levantadas podem ser validadas ou invalidadas, através de questionários, entrevistas. Caso realmente o problema exista e as pessoas se importem com ele, é possível explorar a solução.

 

E a partir do momento que ela nasce e a iteração com o usuário se inicia, essas hipóteses vão dando lugar a outras, cada vez mais refinadas.

 

Para um produto/serviço de sucesso, é necessário estabelecer com frequência essestestes, e monitorá-los através de métricas chaves,

 

Portanto, o segredo para encontrar uma solução para um problema, seja qual for o campo, parte da investigação, da metodologia aplicada e dos parâmetros adotados. O setor jurídico tem muito a aprender com o Design para se adaptar com maior flexibilidade ao mundo que nos rodeia.


 

Comunidade Legal Hub
Ler conteúdo completo
Indicados para você