[ editar artigo]

Cyber regulamentação trabalhista: o que é e qual a sua importância?

Cyber regulamentação trabalhista: o que é e qual a sua importância?

 

Qual a importância da cyber regulamentação?

A marca, na atualidade, ocupa uma posição cada vez mais de destaque dentro do ativo da empresa, já que o posicionamento e como as pessoas enxergam uma marca são alguns dos fatores decisivos na hora da compra. Por isto, a cyber regulamentação de diretrizes empresariais é uma forte tendência para a correta utilização das redes sociais no desenvolvimento mercantil.  

  • Uma política interna instituída, alinhada com os aspectos jurídicos e tecnológicos complementada por um bom treinamento para sua adoção pelos colaboradores não é mais um diferencial, mas uma medida absolutamente necessária à sustentabilidade do negócio na era da informação digital.

Falando em cyber regulamentação trabalhista... 

Tornou-se imprescindível que nos dias de hoje conste regras de conduta do uso do celular dentro das empresas de acordo com os parâmetros legais usando de cautela e bom senso na confecção destas normativas. Todavia, a principal necessidade é regulamentar o uso das redes sociais.

Mas não estamos falando do bloqueio total, este com toda certeza gera antipatia com os colaboradores e pode ser fator relevante no incremento dos negócios, já que muitos colaboradores usam as redes sociais de forma benéfica para divulgação da empresa ou até mesmo para realizar suas vendas.

Algumas premissas da Cyber regulamentação

No que se refere a cyber regulamentação constará apenas as questões que afetem a imagem da empresa e do estabelecimento comercial.

  • Os regramentos serão usados para informar e determinar o que o colaborador pode ou não pode fazer, por exemplo, se pode tirar publicar foto em suas redes sociais do ambiente de trabalho ou até mesmo se pode marcar a empresa em seus posts ou em sua localização.

Para preservação da marca e até mesmo para evitar possíveis demandas judiciais, multinacionais de grande porte já são referências na cyber regulamentação trabalhista, ao prever em seu regulamento interno, por exemplo, a proibição de fotografias dentro das instalações da empresa. Nesse sentido, todas as franquias e demais licenciadas ou cessionárias devem seguir os parâmetros estabelecidos na regulamentação, que se traduz em compromisso com a boa gestão de uso da marca e compromisso dos franqueados.

  • A implementação de regulamentos institucionais por meio de programas de Compliance, bem como a utilização do trabalho preventivo do jurídico alinhado à gestão de pessoas, deve ser tomada como primordial na tentativa de institucionalizar um regulamento que preveja a adequação ou uniformização de uma cultura empresarial.

A cultura da empresa tem que estar dentro de cada colaborador, uma vez que cada atitude dele passa a representar a empresa mesmo fora do ambiente de trabalho, principalmente nas redes sociais. Se o funcionário divulga o trabalho da empresa e suas vendas em um primeiro momento e nos demais posts aparece utilizando bebidas alcoólicas em excesso? É inegável que a marca da empresa estará atrelada as condutas do colaborador.

Por isso é tão importante que a empresa estabeleça suas normas e confira publicidade delas para seus colaboradores.

  • O treinamento é um ótimo método para garantir que todos tenham conhecimento do Regulamento Interno, do Código de Conduta e das diretrizes da empresa de maneira geral.

E para comprovar que o empregado tomou conhecimento das normativas no treinamento, além de assinar o protocolo de entrega dos materiais e lista de presença das datas de realizações dos treinamentos, é possível que seja realizado um questionário ao final do treinamento para que o funcionário responda as perguntas comprovando que compreendeu todos os pontos que foram expostos.

Comunidade Legal Hub
Dayanne Artmann
Dayanne Artmann Seguir

Advogada. Mestranda. Especialista em Compliance Trabalhista e Gestão de Pessoas. Apaixonada por inovação e tecnologia.

Ler conteúdo completo
Indicados para você