[ editar artigo]

CRISE COVID 19 E O MARCO DA SUSTENTABILIDADE NO ECOSSISTEMA JURÍDICO

CRISE COVID 19 E O MARCO DA SUSTENTABILIDADE NO ECOSSISTEMA JURÍDICO

 

“Imagine se todo o talento e energia do setor jurídico pudesse se unir e criar soluções para alguns dos mais prementes desafios jurídicos, regulatórios e da sociedade civil causados pela pandemia. Esta não é uma ilusão. Isso está acontecendo agora no Global Legal Hackathon (GLH) com o programa FT Innovative Lawyers (FTIL).”

Foi necessário um vírus e ... “em questão de semanas, o setor jurídico passou por mudanças sísmicas, os modelos de prestação de serviços legais, as partes interessadas entrincheiradas, a aversão ao risco, a adesão ao precedente e a resistência à inovação não são páreo para a pandemia.”

Esta é a cobertura da Forbes, no artigo Enfrentando o desafio do Direito na era digital[1], de Mark A. Cohen:

“A resposta foi esmagadora - 2.700 participantes de 225 organizações e 70 países enviaram 170 projetos. Doze dos vinte maiores escritórios de advocacia do mundo estão envolvidos, assim como várias das maiores multinacionais e bancos do mundo, além de grandes empresas de serviços profissionais multidisciplinares e consultorias.[1]

O que mostra o potencial das soluções e o talento em exibição e ressalta que os serviços jurídicos podem ser reimaginados quando suposições e paradigmas de longa data são deixados de lado.

É um evento decisivo para o setor jurídico, que considera da maior importância identificar, criar e entregar um novo produto ou serviço que lide com desafios legais da vida real e em tempo real, que impactam positivamente os consumidores. As soluções para desafios complexos são alcançadas pelo esforço coletivo extraído de várias habilidades, experiências e mentalidades, criando novos modelos com tecnologia, força de trabalho ágeis e colaborativas.

Tudo começa com a reforma cultural - e seus modelos estruturais. O Hackathon trouxe um olhar sobre o funcionamento do setor jurídico daqui a diante: a entrega deve ser voltada para o cliente, não para a preservação da guilda legal e sua mentalidade. Devem resolver os desafios dos consumidores de maneira eficiente, holística e colaborativa, com resultados eficientes.”

Em outro artigo[2], Mark A. Cohen afirma: “O Coronavírus turbinará a transformação do mercado jurídico. Ele impulsionará o direito para a era digital e reformulará o cenário do mercado. Todo o ecossistema jurídico será afetado – clientes, prestadores de serviço, o meio acadêmico e o sistema judiciário.”

Sim, esta crise é grave e é sistêmica, afinal a maior lição do vírus foi deixar claro o quanto somos interdependentes a nível mundial.

E num problema sistêmico, as soluções também precisam ser, incluindo ao menos a sua comunidade.

No intuito de oferecer uma pequena parte na mudança do mundo para uma nova consciência, fazer o que nos cabe, do nosso lugar, a ANIMA SOLUÇÕES SISTÊMICAS entrou para a galeria do Hackathon com seu projeto que acolhe e se sensibiliza com as dores das pessoas dependentes do combalido sistema de acesso à justiça no Brasil, que já vem se mostrando insuficiente para atender às demandas sociais e corre sérios riscos de colapso no pós-covid.

 

Acompanhando o movimento do setor jurídico em sua jornada digital e concordando que não tem como voltar atrás, nos permitimos abraçar as possibilidades que a tecnologia nos proporciona para reduzir as distâncias, dignificar e empoderar as pessoas em conflito enquanto recebem ajuda.

Oferecemos soluções com abordagem sistêmica e multidisciplinar para resolução de conflitos on line, ligando os melhores especialistas em solução privada de conflitos, com suporte em comunicação e terapia aos clientes, sem intermediários, sem burocracia, sem demora.

Nosso time olha para a função social do acesso à justiça e, sem arrogância, damos o lugar de importância para os demais profissionais que podem auxiliar as pessoas com suas questões.

Acreditamos que a evolução é o retorno aos valores essenciais, nossa ligação e respeito às pessoas e ao planeta em que vivemos. Acreditamos no coletivo, no sustentável.

A Mediação Sistêmica e Multidisciplinar da Anima consiste no atendimento personalizado realizado por profissionais treinados em trabalhar nos conflitos olhando o contexto geral e além dele, para auxiliar os clientes a chegar na raiz dos problemas e gerar uma solução duradoura, não só neste caso mas em todo um padrão que afeta a sua vida.

Focamos nas pessoas, criamos o ambiente seguro para a conexão dessa rede de cuidado e apoio.  É perfeito para os advogados que já atuam de forma colaborativa e para quem deseja ter esta experiência. Muito convidativo também para as empresas e os empresários trazerem suas questões.

E, na última semana, vimos nosso projeto ganhar reconhecimento internacional na matéria do portal italiano Altalex, que é líder em informações jurídicas on-line e um ponto de referência de 360° para #Advogados 4.0.

Claudia Morelli, no artigo Hackathon legal global 2020: inovação em nome da sustentabilidade[3], traz a importância deste tema:

“Inovação jurídica para a sustentabilidade: e se todos começássemos a pensar nesses termos?

A inovação jurídica e a tecnologia jurídica estão (ainda) em sua Fase 1, então por que não projetá-las com a sustentabilidade em mente, não apenas em projetos individuais, mas também no impacto que novas soluções têm no ambiente geral, jurídico-social-econômico - ambiental (por que não?).

Ainda mais razão hoje, após a experiência com o Covid 19.

Neste artigo, você encontrará um foco nos projetos que mais nos impressionaram.”

E dos 170 projetos ela cita apenas 16, sendo a ANIMA SOLUÇÕES SISTÊMICAS destacada como ‘Resolução Alternativa de Disputa’ descrita como “um aplicativo móvel conectado a uma plataforma ODR para resolução alternativa de disputas. É um sistema de mediação verdadeira, e não apenas propostas de conciliações financeiras ou negociação. Escuta ativa e presença acolhedora, para uma abertura da questão do cliente de forma profunda, de modo que se alcance uma visão mais abrangente do que está por trás das aparências do conflito, e proporcionar uma oportunidade de restauração da comunicação entre as partes e da saúde das relações. O objetivo é resolver conflitos 30 vezes mais rápido que o processo offline tradicional a 50% do custo, com uma conversão de acordos 200% maior”.

É encorajador ver essas matérias que atraem o interesse do público especializado a nível internacional, já nos consideramos vencedores por estar na galeria do FT Innovative Lawyers Hackathon, organizado pelo Global Legal Hackathon (GLH). Minha profunda gratidão a toda a equipe Lilian Fernandes, Viviane Carvalho, João Anderson, Paula Brandino, Brenno Luiz, Thiago Wscieklica, Samuel Bahia e o recém integrante Daniel Buck.

Até o momento já aprendemos muito e estamos desenvolvendo os projetos e tornando-os reais. E nos abrimos para alcançar apoio e recursos que somam no caminho a seguir. Caminho este que se encontra cada vez mais sedimentado com a força que este movimento cresce, afinal hoje já são 108 Comissões de Direito Sistêmico na Ordem dos Advogados por todo o Brasil.

 

“Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente, mas o que melhor se adapta às mudanças” - Charles Darwin.

 

Confira a galeria:

https://challenge.globallegalhackathon.com/gallery

E o projeto ANIMA SYSTEMIC SOLUTIONS[4]

 

Daniele Cristine Andrade Précoma

Founder Anima Soluções Sistêmicas

 

 


 

[1] https://www.forbes.com/sites/markcohen1/2020/05/26/the-ft-innovative-lawyers-global-legal-hackathon-meeting-the-challenge-of-law-in-the-digital-age/#6fdc3b8a58b9

[2] https://www.forbes.com/sites/markcohen1/2020/03/24/covid-19-will-turbocharge-legal-industry-transformation/#24a02a4b1195

[3] https://www.altalex.com/documents/news/2020/06/22/global-legal-hackathon

[4] https://challenge.globallegalhackathon.com/gallery/5ec8671a202da60044c03ee5?fbclid=IwAR1DfGWZJkQvCHqr9JunZDT0jUQoFnP7Bs6v0jF5wz7PE46YICsOhMRWg2U

 

Comunidade Legal Hub
Daniele Cristine Andrade Précoma
Daniele Cristine Andrade Précoma Seguir

Encontro SOLUÇÕES para VOCÊ e seu NEGÓCIO através de Constelações Sistêmicas, Mediação e Direito. Mediadora Sistêmica - Advogada Colaborativa - Especialista em Direito Sistêmico

Ler conteúdo completo
Indicados para você