[ editar artigo]

Controladoria Jurídica: o futuro jurídico depende dela

Controladoria Jurídica: o futuro jurídico depende dela

Por que a controladoria é o futuro da advocacia empresarial?

A Revolução da Indústria 4.0 trouxe uma descentralização para  a  sociedade atual. Em sintonia com este movimento, os escritórios de advocacia estão estruturando uma divisão específica de trabalho, tendo em vista as múltiplas atividades que compõem suas funções diárias.

Isto tem configurado a tendência empresarial para a advocacia, visto que esta alteração em sua estrutura ganhou  importância,  devido às múltiplas atividades desempenhadas no mercado econômico, revolucionando antigos conceitos.

E como é possível que uma crença desafie tanto o mundo jurídico?

 O efeito gerado no cenário jurídico impulsionou a mudança de mindset (pensamento), em razão das demandas do dia a dia da advocacia. Desse modo, a transformação de mindset ocorre no seu mais profundo do esforço, devido ao grande impacto causado pela manifestação da sensação de fracasso.

O passado jurídico e a necessidade de uma nova gestão

Historicamente, o modelo de controladoria tradicional era realizado com o uso de agendas, arquivos físicos, anotações em Excel e acompanhamento de publicações no formato impresso. Mas, para a advocacia isso já era muito, no que diz respeito às questões organizacionais.

Contudo, a Revolução 4.0 traz na sua base a automatização, algoritmos e banco de dados para a integração das informações, de forma descentralizada, em um processo produtivo, em que a internet e novas tecnologias transformaram a necessidade da sociedade na busca de informações.

Como liderar o mercado? Vou esperar ou acompanhar as mudanças?

 

Por que a Controladoria é necessária para o futuro do Direito?

A reestruturação das ferramentas é voltada para o desenvolvimento e gestão de serviços. Além de inevitável, exige novos padrões dos sócios e gestores, pois de nada adianta obter os melhores softwares, robôs de automação e novas tecnologias no mercado, sem a devida desconstrução de formatos e hábitos, que envolvem toda a equipe jurídica e seus fluxos de atividades.

Por isso, a Controladoria 4.0 entra para alterar procedimentos nos processos organizacionais, juntamente com a introdução de um novo modelo  de gestão. E, se a necessidade de desenvolvimento não for suficiente para mudar o mindset, no futuro, a  sociedade dirá: Sinto muito. Adapte-se a isso.

As novas operações exigem planejamento, organização e métodos específicos, para melhores resultados na produção jurídica. Contudo, a conversão das informações do meio físico para o digital tem sido pautada em discussões a respeito de sua essência e da competência da Controladoria Jurídica. Entretanto, não podemos perder a essencialidade da equipe de Controladoria no suporte de gestão ao setor técnico, tanto para análise interna, quanto para os clientes.

É imprescindível que trabalhemos as crenças que estão em nossa mente. As mudanças proporcionadas na Controladoria dependem dessa adaptação às novas tecnologias, para que o seguimento da sua gestão, junto ao suporte do setor técnico, seja efetivo. A Controladoria no modelo tradicional foi marcada por ausência da divisão de tarefas, responsabilidades, padronização, comunicação interna e de sistemas.

Limitar-se às antigas crenças mantém o desenvolvimento profissional estagnado, deixando de lado o sucesso da advocacia. Ao final, compreendemos que a evolução sempre esteve limitada às crenças, isolando o crescimento da estrutura, sendo que, atualmente, a revolução 4.0 traz ferramentas seguras, que dependem de sua mudança para serem efetivadas.

A mudança da Controladoria depende de você.

Comunidade Legal Hub
Kamille Ziliotto
Kamille Ziliotto Seguir

Advogada, consultora em Produção Jurídica, palestrante e autora de artigos em Gestão Legal.

Ler matéria completa
Indicados para você