[ editar artigo]

O segredo para a produtividade: entenda a controladoria jurídica

O segredo para a produtividade: entenda a controladoria jurídica

 

O Cenário Jurídico atual e a controladoria jurídica

Em meio à Quarta Revolução Industrial, consolidamos uma cultura empreendedora na organização a fim de lutar contra as incertezas e ameaças que os concorrentes trazem para o nosso negócio, tentando desenvolver uma crença inovadora na conquista de novos mercados. 

Nesse sentido, a controladoria detém de aspectos que orientam o desenvolvimento de um escritório de advocacia nesse cenário atual, trazendo resultados em relação ao ganho de eficiência e produtividade. Com isso, o setor desenvolve métodos para as atividades técnicas e de gestão jurídica. Além disso, a função de análise de resultados e de desempenho é extremamente relevante para o gerenciamento do escritório de advocacia de modo integrado.

Dito isso, é necessário que o gerenciamento da controladoria, ao apresentar as novas competências, alinhe as habilidades junto às intensas mudanças proporcionadas pelas inovações tecnológicas, sendo essencial quebrar a barreira de proteção ainda existente no mundo jurídico, apesar do cenário da Quarta Revolução Industrial. 

A mudança de mindset necessária para instaurar a controladoria

As soft skills (habilidades emocionais e mentais) devem ser avaliadas diante da implementação de novos procedimentos da controladoria em busca do desenvolvimento desses resultados junto à equipe técnico-jurídica.

Desse modo, verificamos comportamentos “padrões” dentro da advocacia que prejudicam diretamente seu negócio. Como: “simplesmente temos de fazer”, “atarefados demais”, “ocupados demais”, “compromissados demais”. Ou seja, uma rotina massacrante envolvida diante de uma condição coletiva que dificulta as tomadas de decisão.

É necessário saber lidar com as diferenças.

E, quando falamos dessa transformação, a Controladoria 4.0 traz a reflexão que nos ocupamos com o que não é relevante para o negócio jurídico, permanecendo presos à procedimentos que hoje não geram diferença no resultado da prestação de serviço. 

O que é o Indicador de desempenho na controladoria? Como construí-los?

Os indicadores no escritório de advocacia irão medir o modelo organizacional por meio de indicadores de capacidade e produtividade. O indicador de capacidade avaliará os projetos da banca e o prazo de entrega (logo o de produtividade diante do resultado da análise entre as entradas dos projetos e o prazo de entrega em determinado tempo).

O indicador de desempenho auxilia a gestão para que o sucesso de determinado procedimento seja focado no “como” e a importância dele para o crescimento – bem como- alcance dos objetivos traçados pelo escritório. Com esses dados a equipe traçará os planos de ação necessários para que as mudanças sejam efetivadas, assegurando que a estratégia utilizada está sendo efetiva na produção de resultados.

A construção desses indicadores deve, necessariamente, ser embasada em dados mensuráveis para a produção de resultado qualitativos e quantitativos. E diante dessa natureza da mensurabilidade adota-se o método SMART, derivado da língua inglesa, uma ferramenta que proporciona com objetivo a adequação de todas as fases do processo.

Em suma, é preciso definir com especificidade o motivo para alcançar esse objetivo e quais as pessoas envolvidas no seu cumprimento. Bem como, a avaliação mensurável de como alcançar a mudança por meio desses indicadores. Dentre esses objetivos elencar resultados que possam ser alcançados – juntamente com a relevância envolvida com o escritório em busca desse novo resultado. E, não menos importante, a definição do tempo determinado para essa realização.

Controladoria, Análise Estratégica e Produtividade

Contudo, a operação do Software Jurídico apresentará relatórios, informações concretas das ações e da equipe jurídica responsável pela produção. Por isso, deter do pensamento crítico para julgar a qualidade das informações, é essencial dentre as habilidades determinantes da Controladoria Jurídica.

Essa análise de resultados apresenta dados do dia a dia e proporciona, por meio de novos procedimentos, que as atividades sejam produtivas e pouco estressantes. A base de sua metodologia e os dados para gerar os resultados a serem analisados serão desenvolvidos por critérios projetados pela própria equipe, com ciclos trimestrais, com metas (definidas pelo método SMART) e total transparência entre procedimentos.

Diante disso a controladoria jurídica será o marco zero para a efetivação desses resultados. O Controller (responsável) deve sempre refletir estrategicamente a respeito da estrutura e no modelo organizacional a ser gerido para efetivar a produção desse resultado.

 Salienta-se que a eficiência e produtividade são características em constante análise pelos gestores, conseguir alcançá-los a fim de garantir a lucratividade e rentabilidade do escritório. Ainda assim, as tomadas de decisão não são estritamente racionais na interpretação das informações apresentadas.

Por isso, é preciso avaliar os soft skills junto aos procedimentos a serem implantados – pois a estrutura depende muito de quem está levando as informações para o sistema e não apenas de métodos. Tudo envolve um conjunto de atos para que o resultado seja efetivo, e só será determinante se a análise do contexto for realizada

Comunidade Legal Hub
Kamille Ziliotto
Kamille Ziliotto Seguir

Advogada, consultora em Produção Jurídica, palestrante e autora de artigos em Gestão Legal.

Ler matéria completa
Indicados para você